Qual a relação entre Pré-Eclâmpsia e problemas oftalmológicos?

13 May 2019

 

A gravidez é uma época de muita expectativa, ainda mais se for a primeira vez. É um mundo novo, ou melhor, uma vida nova, que espera muito amor, carinho e dedicação. Durante a gestação, vários cuidados são requisitados, tanto para com a saúde do bebê, como para a mãe. Mas quais são as precauções com os olhos da gestante durante as intempéries desta fase?

Além de toda a mudança física e emocional que as grávidas sofrem, a saúde ocular também pode ser afetada, os sintomas normalmente são passageiros mas podem se tornar permanentes dependendo do caso. Os problemas visuais mais comuns decorrem das alterações no metabolismo da mulher, incluindo as hormonais e na circulação. Podemos citar, entre as disfunções mais comuns, a Síndrome do Olho Seco, sensibilidade à luz, mudança de grau e desdobramentos da pré-eclâmpsia.

AFINAL, O QUE É PRÉ-ECLÂMPSIA?

A pré-eclâmpsia é normalmente conhecida como “pressão alta na gravidez”, no entanto, é um pouco mais complicado que isso.

Quando a mulher está gestando o bebê, seu organismo o reconhece como um corpo estranho e geneticamente diferente, isso porque tem metade da informação genética da mãe e a outra metade do pai. Por essa razão há a necessidade da proteção imunológica do organismo materno, impedindo que o feto seja rejeitado.

Porém, em alguns casos, o feto libera algumas proteínas na circulação materna, e estas são estímulos para desencadear reações imunológicas diferentes do previsto. As paredes dos vasos sanguíneos são agredidas levando à vasoconstrição e, consequentemente, ao aumento da pressão arterial da mãe. Esta síndrome é chamada, então, de pré-eclâmpsia, que acontece normalmente após a 20ª semana de gestação e acomete em torno de 3 a 5% das mulheres grávidas.

A grande preocupação é que esta condição pode levar à Eclâmpsia, um quadro clínico mais grave que põe em risco a vida da mãe e do feto. O desenvolvimento do feto é prejudicado e a mãe está sujeita aos efeitos da pressão alta no organismo, sendo um sintoma característico desta síndrome, as convulsões.

QUAIS SÃO OS DESDOBRAMENTOS OCULARES DA PRÉ ECLÂMPSIA?

Recentemente a Universidade de Montreal no Canadá publicou um estudo que preocupou os oftalmologistas: foi sugerido que mães que tiveram o quadro de Pré-eclâmpsia durante a gravidez estão mais propensas a ter DOENÇAS NA RETINA alguns anos mais tarde. De acordo com este estudo, nas gestantes que a pré-eclâmpsia aconteceu mais no início da gravidez, o risco é ainda maior. Entretanto, a Academia Americana de Oftalmologia apresentou resguardas sobre este estudo e suas conclusões, e que ainda faltam dados para confirmar esta ligação.

Apesar disso, a Academia afirmou que as preocupações sobre os sintomas oculares dos desdobramentos da pré-eclâmpsia devem ser levadas em consideração sempre. As mães com fatores de risco ou que já tiveram eclâmpsia em gestações passadas devem sempre estar cientes das mudanças em sua visão. E, a partir de qualquer alteração, deve se notificar ao médico.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

As alterações na retina, que também podem estar associadas à pré-eclâmpsia, apresentam as seguintes alterações na visão:

- visão embaçada
- pontos na visão ou áreas que são pretas ou cinza
- flashes de luz ou perda da visão de cores
- perda da visão central ou lateral
- cortina ou sombra sobre a visão
- perda de visão completa

Lembrando que a partir dos 40 anos, todas as mulheres devem fazer exames oculares regularmente. Aquelas que tem diabetes devem ter um cuidado ainda maior, independente da idade.

-
Durante a gravidez, faça sempre o pré-natal, o acompanhamento médico durante a gravidez é essencial para a manutenção da saúde do bebê e da mãe.
Estou à disposição para tirar qualquer dúvida!
-

 


Fontes:
American Academy of Ophthalmology, “Does pre-eclampsia during pregnancy increase risk to mothers' eyes?”. Disponível em: < https://www.sciencedaily.com/releases/2017/03/170301084725.htm>

 

Conselho Brasileiro de Oftalmologia, “ALTERAÇÕES VISUAIS RELACIONADAS AOS HORMÔNIOS DA GRAVIDEZ”. Disponível em:

Please reload

Posts recentes

Quais os principais tipos de glaucoma?

4 Sep 2020

Contágio pelo Coronavírus pode ocorrer através dos olhos

12 Aug 2020

Hepatite C afeta mais de 200 mil pessoas no Brasil e pode causar problemas nos olhos.

5 May 2020

1/1
Please reload

Tags

Please reload

©  2018 Todos os direitos reservados à  Dr. Marcelo Menegatti

Desenvolvido por

logo_LOGO ORIGINAL FUNDO ESCURO YBRIDA_edited.png